Terreno à venda em Campo Alegre, Queimados REF 185456-4

Rua Poacu - Campo Alegre, Queimados, RJ
R$ 800.000

Ao enviar você concorda com os termos de uso e a política de privacidade.

Terreno à venda em Queimados - 185456-4
Terreno à venda em Queimados - 185456-4
Terreno à venda em Queimados - 185456-4
Terreno à venda em Queimados - 185456-4
Terreno à venda em Queimados - 185456-4
Terreno à venda em Queimados - 185456-4
Terreno à venda em Queimados - 185456-4
Terreno à venda em Queimados - 185456-4
Terreno à venda em Queimados - 185456-4
Terreno à venda em Queimados - 185456-4
Terreno à venda em Queimados - 185456-4
Terreno à venda em Queimados - 185456-4
  • Valor R$ 800.000
  • Área 13500000 m2

Terreno à venda em Queimados, RJ por R$ 800.000

Terreno a Venda no bairro Campo Alegre - Queimados, RJ

Área na Rod. Pres. Dutra, Km 196. Em Frente ao Distrito Industrial de Queimados/RJ. Com disponibilidade para até






Área industrial para venda no distrito industrial de Queimados do Rio de Janeiro.



A área total divide-se em 8 grandes unidades para industrias, loteamentos, condominos.



àrea devidamente documentada com Escritura, RGI e demais impostos e taxas em dia!



situa-se á beira da Rodovia Presidente Dutra, pista sentido São Paulo. Valor do Metro quadrado é 80,00 reais



Área A ( )

Área B ()

área C ()

Área D ()

Área E ()

Área F ()

Área G ()

Área H ( Alqueire).



Próximo a grandes empresas de grande porte nacional e internacional, próximo a retornos, postos de combustíveis, posto policial, arco metropolitano, via dutra, avenida brasil.



ideal para galpão logistico, loteamento de terrenos, condominios de casa, condominios de apartamentos





Saiba mais sobre queimados, setores a ser implantados e incentivos fiscais:



Área industrial para venda no distrito industrial de Queimados/RJ, 8 grandes unidades para industrias á beira da Rodovia Presidente Dutra, pista sentido São Paulo. Valor do Metro quadrado é 80,00 reais. Área A ( ), Área B (), área C (), Área D (), Área E (), Área F (), Área G (), Área H ( Alqueire). Próximo a grandes empresas de grande porte nacional e internacional, próximo a retornos, postos de combustíveis, posto policial, arco metropolitano, via dutra, avenida brasil.






Área na Rod. Pres. Dutra, Km 196. Em Frente ao Distrito Industrial de Queimados/RJ. Com disponibilidade para até




INCENTIVOS FISCAIS:




- Lei Estadual 5636, de janeiro de 2010, que reduz a alíquota do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) de 19 para 2%;




- Isenção por 10 anos de Tributos Municipais (IPTU, ISS e alvará).




Queimados por estar à beira da Rodovia Presidente Dutra, facilita o escoamento de mercadorias em ambos os sentidos da rodovia. Com a construção do Arco Metropolitano, a locomoção das mercadorias será ainda mais facilitada, pois o Arco dista apenas seis quilômetros de Queimados, estabelecendo ligação direta do município com o Porto de Itaguaí, a BR 140 (Rio-Juiz de Fora), e a BR 101 - importantes rodovias do País, além de proporcionar ótima alternativa para desafogar o trânsito dos principais municípios da Baixada Fluminense.




O Arco Metropolitano irá absorver grande parte do transporte rodoviário que corta hoje a Avenida Brasil e a Ponte Rio-Niterói, por exemplo. Por cortar as cinco principais rodovias federais que atravessam o estado. A rodovia irá permitir um transporte mais rápido e seguro entre essas estradas e o Porto de Itaguaí, que deverá se transformar em um dos principais escoadouros da produção nacional.




Arco Metropolitano do Rio de Janeiro é uma das principais obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Projetado para interligar as rodovias que cortam o Estado (BR-040, BR-101, BR-116, BR-493 e BR-465).

O empreendimento tem extensão de 70,9 quilômetros e abrange oito municípios - Itaboraí, Magé, Guapimirim, Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Japeri, Seropédica e Itaguaí. ?Ele começa no entroncamento com a BR-040 e termina no entroncamento com a BR-101 Sul. É a obra estratégica mais importante do Estado do Rio de Janeiro das últimas décadas?, revela o subsecretário de Urbanismo da Secretaria de Obras do governo do RJ, Vicente Loureiro. (Essa é uma estrada de suma importância para o desenvolvimento de nosso estado, já que irá integrar inúmeros grandes complexos industriais e transformar a região da Baixada Fluminense em uma grande área de logística. O Arco Metropolitano vai impulsionar ainda o Porto de Itaguaí e o Porto do Rio - afirmou Pezão).




O Arco Metropolitano irá absorver grande parte do transporte rodoviário que corta hoje a Avenida Brasil e a Ponte Rio-Niterói, por exemplo. Por cortar as cinco principais rodovias federais que atravessam o estado - BR-101 Sul (Rio-Santos), BR-116 (Rodovia Presidente Dutra), BR-040 (Rio-Belo Horizonte), BR-116 (Rio-Bahia) e BR-101 Norte (Rio-Vitória) - a rodovia irá permitir um transporte mais rápido e seguro entre essas estradas e o Porto de Itaguaí, que deverá se transformar em um dos principais escoadouros da produção nacional.






Queimados lança pedra fundamental de fábrica da Cless Cosméticos














Mais uma vez, Queimados se destaca no cenário desenvolvimento econômico e industrial da Baixada Fluminense. Nesta quinta-feira-feira, 05 de julho, mais uma empresa oficializou sua instalação na cidade. A empresa Cless Cosméticos - voltada para linha de produtos de beleza e de higiene pessoal feminina - lançou a pedra fundamental para a construção da sua fábrica no bairro Santa Rosa. A previsão é que as primeiras etapas das obras comecem em 40 dias.









A companhia de cosmético paulista vai ocupar um terreno de 91 mil m² para construção de unidade fabril e um parque logístico para distribuição de produtos. A Cless Cosméticos será a 32ª empresa a se instalar no município desde o ressurgimento do Distrito Industrial.






O investimento, inicialmente, será de R$ 30 milhões podendo chegar até R$ 90 milhões. Com a construção da fábrica, a expectativa é que cerca de 700 empregos diretos e indiretos sejam gerados após a conlusão das obras.









A cerimônia de lançamento da pedra fundamental contou com a presença do presidente da empresa, Luiz Piccoli (foto), do prefeito de Queimados, Max Rodrigues Lemos, do deputado estadual, Zaqueu Teixeira, e demais autoridades municipais. A fábrica será construída seguindo padrões de sustentabilidade como a reutilização da água e a utilização de energia solar pensando na economia de energia.









Antes do lançamento, o presidente da Cless Cosméticos, Luiz Piccoli, falou sobre a expectativa de instalar uma fábrica na cidade. ?É um prazer construir uma das nossas unidades em Queimados. Estamos investindo e sabemos dos desafios que nos aguardam. Mas de uma coisa nós temos certeza: valerá à pena!?, disse Piccoli, que agradeceu pela recepção calorosa dos convidados.









Para o prefeito Max lemos, a chegada da empresa representa mais uma vitória no desenvolvimento econômico de instalação da Cless Cosméticos é mais um passo importante para o crescimento de Queimados. Além de ser uma empresa de ponta, em tecnologia, ela vai gerar empregos?, comentou o prefeito.









Às margens da Rodovia Presidente Dutra e por estar próximo ao Arco Metropolitano, o município de Queimados, na Baixada Fluminense, tem se tornado a ?menina dos olhos? de grandes empresas que buscam dar maior mobilidade aos seus produtos na região. Com incentivos fiscais e estrutura, a cidade já pode ser considerada uma referência no setor logístico. O motivo é que quatro grandes plantas logísticas estão em fase de instalação na região dando um total de mais de 470 mil m² de área construída, que beiram a Rodovia Presidente Dutra. Essa pode ser a prova que o município reaqueceu a economia e o desenvolvimento.









A primeira planta conta com quatro galpões que estão sendo construídos pela RBBM Participações e Empreendimentos perfazem um total de quase 70 mil m², sendo um deles de 45 mil m² onde já está funcionando o centro de distribuição da Casa & Vídeo com capacidade de extensão para mais 10 mil m². A planta logística fica localizada na Estrada do Camboatá, no bairro Santo Expedito. Outro galpão também já se encontra alugado pela empresa Snap Solução Logística. A empresa de armazenagem vai escoar produtos dos seus clientes, entre eles: White Martins, General Cable, Walmart, L?óreal, entre outros.








A segunda planta logística, a BR Log - Associado do GB Armazéns -, está construindo a segundo maior empreendimento deste setor em Queimados, que conta quatro galpões em uma área total de 123 mil m². O primeiro galpão já foi construído e tem 36 mil m². Com um investimento privado de quase R$ 42 milhões, as obras geram quase 200 vagas de emprego. A previsão é que mais 600 sejam geradas após início das operações na região, que fica às margens da Rodovia Presidente Dutra, no bairro Vila Avante. O 3º empreendimento logístico, próximo a BR Log, é a JTM Participações e Locações de Imóveis, que já começou a construir cerca de 10 blocos num total de 16 mil m², também no mesmo bairro









A quarta e maior planta logística do município com total de 165 mil m² de área construído é o Grupo Prologis, que já possui cinco galpões, na Rodovia Presidente Dutra na altura do km 199 (sentido do Rio de Janeiro), no Campo Alegre. O empreendimento fica próximo ao viaduto que liga ao Distrito Industrial da cidade na divisa com Engenheiro Pedreira, em Japeri.






De acordo com o prefeito Max Lemos, para muitas fábricas é mais vantajoso alugar grandes espaços para distribuição, os galpões, que construí-los. O fator está ligado diretamente à redução dos custos operacionais logísticos e faz com que elas gerem mais receita e mais tempo. ?As grandes empresas finalmente perceberam que Queimados tem um grande potencial logístico, industrial e econômico. Além de estar numa localização estratégica, ao lado da Rodovia Presidente Dutra, que liga aos grandes centros do Estado do Rio e demais capitais, também está próximo ao Arco Metropolitano. E isso é bem visto pelos empresários, porque eles vem a oportunidade de economizar os custos operacionais e a redução de tempo de chegada dos produtos ao consumidor final. Tenho certeza que nossa cidade vai despontar assim como nosso setor industrial?, explicou.









Para Max Lemos, outro fator importante para a chegada de novos investidores na região está ligado diretamente ao incentivo fiscal. ?Muitas empresas se instalaram aqui porque também tiveram incentivos fiscais. Um deles, com parceria do Estado, foi a redução do ICMS de 19% para 2%. Isso atraiu a chegada de novas empresas. Outro atrativo foi a isenção de IPTU dessas empresas durante um período, oferecido pela Prefeitura. Sem contar que a chegada dessas empresas é fundamental para continuar o crescimento da nossa cidade. Vamos gerar empregos com a mão-de-obra local, ou seja, estamos falando de queimadenses trabalhando perto de casa e sem contar a arrecadação do Imposto sobre Serviço (ISS). Com essa receita oriunda dos impostos, vamos continuar trabalhando ainda mais nas áreas de infraestrutura como saneamento, pavimentação, além de investir nas áreas de saúde e educação?, explicou o prefeito.






Pólo Ferroviário vai agilizar o transporte da produção do estado





















Mais um motivo que faz o município ser referência no setor logístico é a construção do 1º Pólo Multimodal do Estado do Rio de Janeiro. Com mais de 650 mil m² A MRS Logística servirá como centro de distribuição por fluxos ferroviários para escoar cargas de importação e exportação da região para os portos de Itaguaí (RJ) e de Santos (SP). Além disso, o pólo logístico terá acesso direto ao Arco Metropolitano pela Estrada Rio D?Ouro com quase quatro quilômetros de pavimentação.









O empreendimento conta ainda com a participação da empresa especializada em logística de contêineres, a MTO Logística Multimodal S/A, e a empresa Cimento Tupi, que irão utilizar a área para distribuição dos seus produtos. Ao todo, serão gerados 13 mil empregos diretos e indiretos, sendo 500 deles de imediato. A previsão é que as obras do ?Porto Seco?, como é chamado, sejam concluídas no 1º semestre de 2015.









Legislação municipal facilita instalação de empresas









Secretário Municipal de Urbanismo, André Bianche, explica que o município teve sua legislação regularizada e atualizada no que se refere à construção em terrenos às margens da Dutra. De acordo com Bianche, a iniciativa tornou mais ágeis os processos de licenciamento das empresas na região. ?Criamos leis que regularizam a construção em terrenos à beira da Dutra e beneficiam tanto a nossa cidade quanto o investidor. Temos a lei n° 063/12, que concede incentivos fiscais para implantação de empresas nas Zonas Especiais de Negócios de Queimados - ZENQs, a lei n° 064/13, que cria o código de zoneamento, uso e ocupação do solo urbano como instrumento de desenvolvimento da cidade. Além dessas, temos a lei complementar n° 035/06, que cria o plano diretor de desenvolvimento sustentável e que estabelecem diretrizes e normas para o ordenamento físico-territorial e urbano do município?, concluiu.









Arco Metropolitano ajuda impulsionar economia de Queimados




A construção do Arco Metropolitano, cujo primeiro trecho será inaugurado nesta terça-feira, 1, pelo Governo do Estado, já começa a desenvolver a região por onde passa, em especial a Baixada Fluminense: indústrias e centros de distribuição de produtos e mercadorias estão se instalando no entorno da estrada de 145 km, que ligará os municípios de Itaboraí e Itaguaí, ao norte e ao sul da capital. É o caso de Queimados, que vem chamando a atenção dos investidores. Com 23 indústrias em funcionamento e outras 17 em processo de instalação, o município comemora ascensão econômica jamais vista.




Entre os benefícios reais da cidade de Queimados para a atração de novas empresas estão à localização e as políticas de incentivo. O complexo fica às margens da Rodovia Presidente Dutra e a seis quilômetros do traçado do Arco, que ligará o Porto de Itaguaí ao Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), em Itaboraí. A cidade está a uma distância de 43 quilômetros da capital e apenas cinco do Arco Metropolitano, o município está em posição equidistante dos portos do Rio e Itaguaí e tem a rodovia Presidente Dutra passando na porta do condomínio industrial da Codin, uma área de dois milhões de metros quadrados. A região possui boa rede de água, gás e fibra óptica.


















Foram essas as facilidades que atraíram a operadora de ferrovias MRS Logística, que está instalando um Polo Intermodal Ferroviário, com investimento de R$ 240 milhões. O empreendimento será interligado a outro terminal em Mogi das Cruzes, em São Paulo, e terá capacidade de transportar dois milhões de toneladas de cargas de alto valor agregado por ano no maior centro consumidor do País: o eixo Rio-São Paulo. Um protocolo de intenções prevê que a construção, por parte do governo, de uma alça de acesso ligando o polo ao Arco. A implantação do polo reduzirá o tráfego em cerca de 500 caminhões por dia em direção ao Porto de Itaguaí. Só o polo de Queimados deve movimentar 620 mil toneladas de carga em 2016, número que pode chegar a 2,1 milhões de toneladas em dez anos de operação. Outros cincos centros logísticos estão em construção na cidade, entre eles o Centro de Distribuição da Casa & Video, que será inaugurado agora no mês de julho.




De acordo com o Prefeito Max Lemos, a Baixada Fluminense está se consolidando como um importante polo do setor de logística. ?A descentralização econômica, com instalação de unidades fabris no interior fluminense, aumentou a necessidade de empreendimentos logísticos que integrassem os municípios às principais vias de escoamento de produção. Queimados hoje tem infraestrutura e benefícios que atraem muitos investidores. A cidade é um exemplo dessa enorme diversificação. Nosso crescimento pode ser verificado pelo aumento na arrecadação do ISS, que demonstra um aquecimento na área de Serviços principalmente na construção civil. Em breve, com o início das operações de muitas empresas também haverá maior aquecimento na arrecadação de ICMS?, destaca Max.









Grupo BR Log vai construir galpões logísticos em Queimados




O bom momento que vive o Rio de Janeiro, do ponto de vista dos investimentos públicos e privados, está se refletindo positivamente na Baixada Fluminense, em especial na cidade de Queimados. A localização estratégica e a proximidade com o Arco Metropolitano fazem do município um forte potencial em atração de investimentos. A cidade que até o ano de 2009 não contabilizava nenhum centro logístico, hoje, já conta com cinco empreendimentos nesta área. Um deles pertence ao grupo BR Log associado do GB Armazens, que está construindo quatro galpões com área construída total de 110 mil m², às margens da Rodovia Presidente Dutra, no Bairro Vila Avante. Com um investimento de R$ 42 milhões, a obra está em fase final de terraplanagem e o primeiro galpão dos quatro que serão edificados deverá ficar pronto até dezembro de 2014. Estão sendo gerados cerca de 200 empregos. A expectativa é de que o número chegue a 600 após a conclusão total da obra prevista para 2016.




Queimados que se destacou por concentrar uma vocação industrial forte - os setores de fármacos, de cosméticos e de plásticos são tradicionais na cidade, que passou a atrair também os gigantes do setor de logística. Maior exemplo disso foi a escolha do município para abrigar o primeiro Polo Intermodal Ferroviário do Rio de Janeiro. Outros quatro grandes empreendimentos ocuparão mais de 200 mil metros quadrados na cidade. Segundo o prefeito Max Lemos, além de gerar muitos empregos, a área de logística representa ISS na veia da cidade. ?Além de gerar trabalho e renda, logística representa receita para investimento em saneamento, asfalto, saúde e educação?, afirmou Max.












De acordo com o Engenheiro responsável pela obra, Jurandir Barbosa, os galpões serão construídos em uma estrutura metálica com piso em concreto protendido. ?A protensão é uma tecnologia que confere ao concreto maior resistência à tração, sendo bastante interessante em estruturas onde existem esforços de flexão elevados. Trata-se de tecnologia inteligente, eficaz e duradoura, capaz de oferecer soluções estruturais com ótimas relações custo-benefício. A protensão pode resultar, em muitos casos, em estruturas com baixa ou nenhuma necessidade de manutenção ao longo de sua vida útil. Uma das principais vantagens é o controle e redução de deformações e da fissuração do piso?, destacou Jurandir.




Desenvolvimento Econômico com responsabilidade social




Na última segunda-feira, 9, a Prefeitura de Queimados, através das Secretarias de Urbanismo, Habitação, Defesa Civil e Assistência Social realizaram uma ação conjunta com o objetivo de fazer o levantamento social e identificar as condições das moradias ocupadas irregularmente pelos moradores da região em que está sendo construído o empreendimento. De acordo com o Secretário Municipal de Urbanismo, André Soares Bianche, é interessante promover o desenvolvimento econômico com responsabilidade social. ?Com esta visita podemos observar que não há interferência com as casas e, portanto, não precisaremos demolir construção alguma. A empresa se comprometeu em doar aterros para facilitar o escoamento das águas nessas residências, que sempre sofreram com alagamentos?, ressaltou Bianche.












Para o analista de suporte técnico e morador do Bairro Vila Avante, Carlos Henrique, 35, a chegada do centro logístico vai trazer qualidade de vida para a região. ?Ninguém imaginava que um dia teríamos uma obra desse porte aqui atrás da minha casa. Em dezembro, tivemos alagamentos, perdemos móveis e agora estávamos com medo de que a obra afetasse a estrutura de nossas residências. Mas, pelo diálogo que tivemos hoje com os representantes da prefeitura e da empresa, percebemos que nossa comunidade vai ser transformada com a chegada desse centro logístico, que vai gerar emprego e renda para às pessoas, além de dar uma aquecida no comércio local?, concluiu Carlos.




Queimados sediará Polo Multimodal mais avançado em tecnologia do Brasil




Felipe Carvalho-Rio. O dia 30 de abril de 2014 ficará para sempre marcado na história do município de Queimados. Isso porque a data que comemora o Dia da Baixada Fluminense e o Dia do Ferroviário foi marcada pelo lançamento da pedra fundamental do primeiro Polo Multimodal do Estado do Rio de Janeiro, que será referência na indústria ferroviária e o mais avançado em tecnologia do Brasil. O evento que aconteceu no Bairro Quebra Coco representou o marco do início das obras do empreendimento que contará com o investimento de mais de R$ 240 milhões e vai gerar 1,3 mil empregos entre diretos e indiretos. A previsão é de que no segundo semestre de 2015 sejam iniciadas as atividades de operação no local. A obra deverá ser concluída em sua totalidade até 2017. O Polo de Queimados será conectado diretamente ao Polo Multimodal de Mogi das Cruzes, permitindo a transferência de cargas entre Rio de Janeiro e São Paulo.




Estrategicamente localizado entre os portos de Itaguaí e do Rio de Janeiro, o Polo Multimodal conta com uma área total m², localizada a 8km da Rodovia Presidente Dutra e a 2 Km do Arco Metropolitano. A iniciativa surgiu da parceria entre MRS Logística, MTO Logística Multimodal e Cimento Tupi com o Governo do Estado do Rio de Janeiro e a Prefeitura de Queimados. Estiveram presentes no evento, o Governador do Estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, o Prefeito de Queimados, Max Rodrigues Lemos, o Deputado Estadual, Rafael Picciani, o diretor da MTO Logística, Vinícius Patel, o Diretor da MRS Logística, Gustavo Bamibini, além de secretários estaduais, municipais e vereadores.




Baixada Fluminense como referência logística














De acordo com o Governador Luiz Fernando Pezão, o Estado irá construir uma alça de acesso ligando o Polo Multimodal ao Arco Metropolitano. ?A escolha de Queimados para receber o Polo Multimodal foi impulsionada pela construção do arco metropolitano, obra estratégica do Programa de Aceleração do Crescimento que além de influenciar positivamente toda a estrutura viária do país, também consolidará a Baixada Fluminense como referência logística, impulsionando a economia e o desenvolvimento da região. É um novo ciclo de desenvolvimento da Baixada, do estado do Rio de Janeiro e do Brasil?, destacou Pezão.




Para o prefeito de Queimados, Max Lemos, o terminal ferroviário consolidará a Baixada Fluminense como referência logística, impulsionando a economia da cidade e das áreas vizinhas. ?Esse polo consolida a Baixada como referência logística, isso impulsionará a nossa economia, e mudará a história de nossa região. O município nos últimos quatro anos recebeu mais de R$1 bilhão em investimentos privados e serão mais R$ 500 milhões até 2016. Vamos transformar o Bairro que tem o menor IDH da cidade. Essa pedra fundamental representa o início de um caminho de sucesso a ser trilhado. Queimados que já tinha entrado na rota do desenvolvimento industrial, agora mostra que também tem aptidão para a logística? frisa Max.




Tecnologia mais moderna do Brasil














O Polo Multimodal de Queimados será o mais moderno do Brasil em tecnologia. A técnica utilizada será de operações de cargas conteinerizadas, que contarão com equipamentos denominados transtêineres, desenvolvidos para movimentação de containers podendo ser projetado para atender a uma ampla gama de formas e dimensões, oferecendo diferentes configurações para o empilhamento e o enfileiramento de containers. Os trens possuirão metros de extensão e com o auxílio desses equipamentos, irão ficar inteiro no terminal. Em apenas 4 minutos a carga será carregada e o trem já estará apto a transportar os materiais. ?Para descarregar um caminhão demora em média 1 hora e meia?, disse o diretor da MTO, Vinícius Patel.




Os transtêineres são capazes de elevar e transladar cargas e são constituídos por uma estrutura metálica auto-portante que se movimenta sobre caminhos de rolamentos dispostos no piso. Sobre a estrutura de vigas duplas move-se um carro-guincho. Nessas condições, a carga do transtainer é movimentada tridimensionalmente, limitada pelo vão do equipamento, pelo comprimento do caminho de rolamento e pela altura de elevação.




Benefícios




Um dos benefícios gerados com a implantação do polo será a diminuição do fluxo de carretas dentro dos centros urbanos, melhorando os acessos aos portos. Com 50 viagens de trem ao mês, no período de um ano, serão transportados o equivalente ao que seria carregado por mais de 100 mil caminhões na Rodovia Presidente Dutra e Avenida Brasil. O uso do transporte ferroviário de carga reduz significativamente a emissão de gás carbônico, quando comparado ao transporte rodoviário.




Pedra fundamental do 1º Terminal Multimodal Ferroviário do RJ será lançada em Queimados




A MRS logística em parceria com a Prefeitura de Queimados e com o Governo do Rio de Janeiro dá o pontapé inicial na próxima quarta-feira, 30, para a realização das obras de construção do primeiro Polo Intermodal Ferroviário do Estado. O lançamento da pedra fundamental do empreendimento que estava previsto para acontecer no dia 15 fora adiado por conta das fortes chuvas que assolaram a cidade. A escolha do município da Baixada Fluminense para receber o terminal foi impulsionada pela construção do Arco Metropolitano. Prova disso é que será construída uma alça de acesso ligando o polo, destinado à carga geral, ao Arco. A cerimônia irá acontecer a partir das 09h30 na Estrada do Rio D?Ouro s/nº, Bairro Quebra Coco, próximo a linha férrea. Estarão presentes no evento, o Governador do Estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, o Prefeito de Queimados, Max Rodrigues Lemos, o Secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Júlio Bueno, a Secretária de Estado de Transportes, Tatiana Vaz Carius, o Presidente da MRS Logística , Carlos Waack e o Presidente da MTO Logística Multimodal , Celso Queiroz.














De acordo com o prefeito de Queimados, Max Lemos, o terminal ferroviário consolidará a Baixada Fluminense como referência logística, impulsionando a economia da cidade e das áreas vizinhas. ?Esse polo consolida a Baixada como referência logística, isso impulsionará a nossa economia, e mudará a história de nossa região. Serão 300 empregos diretos gerados. O município nos últimos quatro anos recebeu mais de R$1 bilhão em investimentos privados e serão mais R$500 milhões até 2016. Queimados que já tinha entrado na rota do desenvolvimento industrial, agora mostra que também tem aptidão para a logística? frisa Max.














O governador Luiz Fernando Pezão afirma que o polo de logística produzirá uma revolução ao ampliar o desenvolvimento do município de Queimados e da região da Baixada. ?Este centro logístico será uma revolução. Acho que é uma mudança de paradigma no transporte de cargas do Brasil. Não tenho a menor dúvida que este empreendimento será um grande sucesso. Ele é vital porque vai unir a ferrovia ao Arco Metropolitano e ao porto de Itaguaí. Temos certeza que, cada vez que as pessoas observarem que o Arco está saindo do papel, virão mais investimentos, principalmente para a Baixada Fluminense?, destaca Pezão.




A MRS Logística investirá R$ 100 milhões na montagem do Polo Intermodal Ferroviário. A expectativa é que, em uma primeira etapa, sejam gerados 300 empregos diretos. O terreno adquirido pela empresa possui 700 mil metros quadrados e fica às margens da ferrovia, a oito quilômetros da Rodovia Presidente Dutra e a dois do Arco Metropolitano - que se inicia em Itaboraí e termina no Porto de Itaguaí cortando boa parte da Baixada Fluminense. A MRS Logística é uma concessionária que controla, opera e monitora a Malha Sudeste da Rede Ferroviária Federal. A empresa atua no mercado de transporte ferroviário desde 1996, quando foi constituída, interligando os estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. São Km de malha - trilhos que facilitam o processo de transporte e distribuição de cargas.




Reciclaplast investirá R$3,5 milhões em sua fábrica instalada no Distrito Industrial




Felipe Carvalho - Rio. A Reciclaplast, também conhecida como JRM21, investirá R$ 3,5 milhões em sua unidade recicladora de plásticos no Distrito Industrial de Queimados. A empresa funcionará em parceria com a multinacional de origem francesa Pellenc Seletive Technologies, e será destinada à reciclagem de materiais plásticos de Polietileno de Alta Densidade (embalagens de iogurtes, domiciniantes, amaciantes, óleos lubrificantes entre outros) e Polipropileno (cadeiras e meses de piscina, potes de margarina, copos de mates, tapeuwwer, alguns tipos de para-choque de automóvel entre outros). Serão 1 mil toneladas de resíduos plásticos retirados por mês, que vão para a indústria de transformação de plásticos, onde o produto será transformado em pellets (grãos) de resina reciclada para abastecer principalmente a indústria automobilística.














Serão gerados 130 empregos diretos. A maioria das vagas, que serão preenchidas ao longo dos próximos meses, será para o setor de produção, para ambos os sexos e o salário médio gira em torno de R$ 1 mil reais. A Reciclaplast teve o benefício aprovado pela Comissão Permanente de Políticas para o Desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro (CPPDE) e receberá diferimento do ICMS na importação de máquinas e equipamentos, partes e peças de reposição para instalação da fábrica e redução da base de cálculo do ICMS na cadeia de produtos plásticos, de 19% para 12%.














Em 2009, o Distrito Industrial contava com apenas 7 indústrias. Hoje, 23 empresas operam no local e outras 17 estão em fase de implantação. De acordo com o Prefeito Max Lemos, a política de atração de empresas foi determinante para o crescimento econômico. ?Só na arrecadação do ICMS já tivemos uma alta de 26,8 % em comparação a 2011, pulando de R$ 24,1 milhões para R$ 30,6 milhões. O recolhimento de ISS cresceu ainda mais: 41,5%, avançando de R$ 11,3 milhões para R$ 16 milhões. Isso mostra que Queimados continua crescendo e continua sendo o melhor lugar da Baixada Fluminense para se investir. Este é um investimento que além de gerar novos impostos e mais empregos, colabora e muito com o meio ambiente?, destacou Max.




Geração de empregos













Uma das marcas do Distrito Industrial de Queimados tem sido a geração de empregos, que já chegou a marca de nos últimos 5 anos. Maria Clarisse, 31, que atua como ajudante de produção há dois anos e quatro meses na empresa Reciclapast destaca o benefício que é trabalhar próximo de casa. ?Antes tinha que me locomover até a Barra da Tijuca para ganhar o mesmo salário que ganho aqui na minha cidade, sem contar os benefícios que são oferecidos como o vale transporte e refeição. Hoje, economizo quase quatro horas do meu dia e assim tenho mais disponibilidade de estar com minha família?, ressaltou Maria.




Renan Pinheiro, 29, que trabalha como operador de empilhadeira corroborou com o pensamento da colega de trabalho. ?É mais qualidade de vida. Parabenizo a parceria do poder público com a iniciativa privada, pois esse crescimento econômico do município está possibilitando o surgimento de novos empregos para milhares de queimadenses. É uma satisfação muito grande trabalhar na minha cidade e numa empresa preocupada com a questão ambiental?, disse Renan.











?Nova Fronteira do Plástico?









O incentivo oferecido a empresa Reciclaplast é fruto do Programa Nova Fronteira do Plástico lançado no final de 2013 pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, através da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico. Além dos incentivos tributários, o Programa oferece às empresas interessadas incentivo financeiro, por meio da Agência Estadual de Fomento, a Age- Rio, que disponibiliza a linha ?Pacote Plástico Produtivo?, com recursos próprios, com taxas a partir de 0,81% ao mês.




Entre os principais itens financiáveis estão máquinas e equipamentos, capital de giro, bens de capital, implantação, expansão e modernização da capa cidade produtiva. O estado tem uma indústria de transformação em expansão, com empresas do setor automotivo, alimentos, cosméticos e fármacos, responsáveis por 65% das vendas da indústria plástica no país.

Entre em Contato Agende uma Visita

Terreno à venda em Campo Alegre - cód. 185456-4

  • Área Total: 13.500.000 m2
  • Valor Venda: R$ 800.000
  • Bairro: Campo Alegre
  • Endereço: Rua Poacu
  • Referência: 185456-4

Contatar Anunciante Agora

Ao enviar você concorda com os termos de uso e a política de privacidade.


Entre em Contato